Artes do Espetáculo – Teatro, Circo e Dança

Clique no quadrado inferior direito para leitura. 

Visualize no Google Drive e faça download do arquivo em PDF.

As artes do espetáculo englobam, além do teatro, dança e circo, também a ópera, a performance, a palhaçaria e as intervenções urbanas. A economia criativa, definida como economia de produção de bens e serviços culturais, não incorpora o aspecto emotivo, sensibilizador das artes do espetáculo. À semelhança de outros setores dessa economia, as artes do espetáculo têm um caráter de intangibilidade e de perecibilidade que muitas vezes não lhes permite gerar escala. É um tipo de serviço que não atinge massas.

Para a professora da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Rita de Cássia Santos Buarque de Gusmão, a oferta desses serviços é, muitas vezes, relacionada a um dom, e não a esforços, fato que contrasta com a perspectiva de uma economia criativa, na qual é necessário entender o segmento como setor econômico, com os indispensáveis planejamento e profissionalismo.

Coordenador: Gustavo Bones
Palestrante no Seminário do Plano Estadual da Economia Criativa em Minas Gerais: Rita de Cássia Santos Buarque de Gusmão
Pesquisadores responsáveis pelo segmento, relatores e também responsáveis pelas análises das informações e pela formulação das diretrizes estratégicas: Cláudio Burian Wanderley e Rútila Maria Soares Gazzinelli Cruz